Google+ Followers

domingo, 19 de fevereiro de 2017

Atualidades - Questões atuais com gabarito comentado


Para não perder as novidades, inscreva-se no canal:  https://www.youtube.com/watch?v=RbbQ5CUq0gM?sub_confirmation=1



1.   O solo, a camada superficial da crosta terrestre, é um complexo composto por materiais minerais e orgânicos, formado inicialmente pela desintegração das rochas por ação do intemperismo (físico, químico e biológico), que dá origem aos componentes minerais. Posteriormente, a decomposição e a incorporação de elementos orgânicos vegetais e animais, chamados de húmus, dão fertilidade aos solos. No território brasileiro existem diversas categorias de solos, formados a partir da ação conjugada de fatores naturais, como tipo de rocha matriz, temperatura, topografia, águas correntes e vegetação.

(Adaptado de: COELHO, Marcos de Amorim. Geografia Geral e do Brasil. São Paulo: Moderna, p.120)






Com base no texto, no mapa e em conhecimentos sobre os solos e suas relações com a agricultura no Brasil, julgue as afirmativas.
(     )  No Brasil predominam solos zonais (latossolos e solos podzólicos), que têm no clima o principal elemento responsável por sua formação. São solos maduros (bem-formados), que geralmente apresentam os horizontes A, B e C bem caracterizados.   
(     )  Os latossolos tropicais brasileiros são pouco profundos, mas ricos em minerais, sustentando assim importantes cultivos – como de soja e milho, no Centro-Oeste, de cana-de-açúcar, no Sudeste, de algodão, nas áreas mais úmidas da Região Nordeste.   
(     )  Os cambissolos predominam no interior do semiárido nordestino e em trechos montanhosos das regiões Sul e Sudeste. Seu pequeno desenvolvimento e baixa fertilidade natural deve-se, fundamentalmente, à inclinação do relevo e ao predomínio do intemperismo químico, processo que acelera a perda de nutrientes por lixiviação.  
(     )  Os solos lateríticos e aluviais, típicos da Amazônia brasileira, são escuros e ricos em húmus, permitindo um bom aproveitamento agrícola em áreas como a várzea do rio Amazonas. Esses solos, no entanto, vêm sendo degradados por práticas incorretas, como o desmatamento desordenado e as queimadas regionais.  
(     )  Nos Planaltos e Chapadas da Bacia do Paraná encontra-se a terra-roxa – solo vulcânico, castanho-avermelhado e de elevada fertilidade natural, originado da decomposição de basalto. Esse solo, associado ao clima quente e ao relevo planáltico regional, abriga hoje uma policultura, na qual se destacam, dentre outras plantações, as de café, arroz, trigo e fumo.   


Resposta:

V – F – F – F – V.

Justificando o segundo, terceiro e quarto itens que são falsos:
[F] Os latossolos ocorrem em superfícies aplainadas e são profundos devido a maior infiltração de água, que proporciona maior intemperismo químico das rochas. Em sua maioria são solos pobres em nutrientes minerais. São aptos para a agricultura devido a sua espessura, mas requerem a utilização de fertilizantes. No caso do Centro-Oeste, também é comum a calagem (correção da acidez).
[F] Os cambissolos são solos menos desenvolvidos, pouco profundos. No semiárido do Nordeste, existem muitos argilossolos (podzólicos). No semiárido, a menor infiltração de água, reduz o intemperismo químico. O intemperismo físico é importante. Nas áreas montanhosas, devido à inclinação do terreno, infiltra menos água, também reduzindo a ação do intemperismo químico. Com menos água, a lixiviação (lavagem do solo com remoção de nutrientes) é menor.
[F] Os lateríticos e aluviais, por vezes, não apresentam coloração escura. Os solos das várzeas são ricos em matéria orgânica superficial. As áreas com várzeas sofrem alagamento periódico e são menos vulneráveis às queimadas.



  
2.  




As reformas em curso na China, que incluem o fim da política do filho único, são tentativas de caminhar para um modelo com mais ênfase em consumo, serviços e inovação. “A política do filho único, estendida por tempo demais, significou que o apoio aos idosos ficou cada vez mais escasso. Com uma rede de proteção social insuficiente, a poupança pessoal cresceu como forma de guardar para a aposentadoria”, diz um relatório recente do Morgan Stanley.

(Adaptado de: www.exame.com.br. Acesso em: 29 ago. 2016)


Com base no texto e em conhecimentos sobre o assunto, julgue as afirmativas.
(     )  A implantação da política do filho único na China teve início no governo de Deng Xiaoping, quando o país abriu zonas especiais a investimentos estrangeiros, no modelo conhecido como “economia socialista de mercado”.  
(     )  A ideia do controle de natalidade, imposta pelo governo comunista chinês desde o final dos anos 70, era a de conter a explosão demográfica, pois havia o receio de que o crescimento populacional constituísse uma ameaça aos planos de expansão econômica do país.  
(     )  O atual quadro de envelhecimento da população chinesa resultou, basicamente, da combinação entre a queda da taxa de fecundidade e o aumento da longevidade da população.  
(     )  Comparativamente ao Brasil, o aumento da população de idosos na China não exerce significativa pressão sobre os serviços de saúde e previdência social. Isso se deve basicamente ao sucesso da ampla disseminação dos benefícios sociais proporcionados pelo modelo comunista.  
(     )  O equilíbrio de gênero que caracteriza a população chinesa (distribuição equitativa entre homens e mulheres) tem facilitado o ingresso da população feminina no mercado de trabalho, fato que explica, em parte, a redução do crescimento vegetativo que vem ocorrendo nos últimos anos.  


Resposta:

V – V – V – F – F.

Justificando os dois últimos itens que são falsos:
[F] O aumento da população de terceira idade eleva os custos com saúde pública e previdência social em grande parte dos países, inclusive na China. A mudança na política demográfica decorre da preocupação com o envelhecimento e com a disparidade no número de homens e mulheres.
[F] Décadas de política de um filho por casal provocou um desequilíbrio na estrutura de gênero, ou seja, milhões de homens a mais do que mulheres. Como os casais preferem ter meninos devido à desigualdade de gênero em relação às mulheres. Na cultura chinesa, os filhos homens costumam cuidar dos pais na terceira idade, assim, os casais optavam por meninos. Ocorrem numerosos abortos de meninas na China.



  
3.  



Pronto, falaram. E falaram grosso: não querem continuar num clube em que não suportam a diretoria, mandam menos do que acham que deveriam e, de tanto ouvir que precisavam continuar lá, detectaram no ar alguma perversa conspiração das elites. Pois foi o povão, as camadas de renda mais baixas e mais distantes do multiverso de Londres, que disse não. Deu 51,9% pela saída do Reino Unido da União Europeia (UE).

(VEJA, 29 jun. 2016, p. 67)


Com base no texto e em conhecimentos sobre o Reino Unido e suas relações com a União Europeia, avalie as afirmativas.  
(     )  O Brexit ameaça a boa integração e funcionalidade do Reino Unido, uma federação formada por Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte, além de afetar preceitos básicos da UE, como a livre circulação de pessoas, mercadorias e serviços dentro dos limites do bloco econômico.  
(     )  Dentre os aspectos mais importantes que explicam a preferência dos britânicos pela saída da UE estão a retomada da soberania nacional e uma maior autonomia para lidar com problemas atuais, como o elevado desemprego e a redução das taxas de crescimento econômico do país.   
(     )  O Reino Unido é hoje uma das principais economias da Europa, e sua saída da UE tem impacto em todo o bloco econômico; o país conta com um parque industrial avançado e um setor de serviços altamente dinâmico, além de importantes reservas petrolíferas.  
(     )  A decisão britânica de abandonar o bloco europeu pode ocasionar um efeito dominó na zona do euro. Na maioria dos países-membros verifica-se uma rejeição à UE, pois países importantes como Alemanha e França tendem a enfraquecer a integração monetária da organização.  
(     )  A desvalorização da libra esterlina, que já vinha ocorrendo na última década, intensificou-se depois do advento do Brexit, ocasionando nervosismo nos mercados internacionais e evasão de divisas e empresas.  


Resposta:

F – F – V – F – F.

Justificando o primeiro, segundo, quarto e quinto itens, que são falsos:
[F] O inesperado “brexit” pode trazer consequências econômicas negativas como a perda de mercados para produtos britânicos na União Europeia. Também pode estimular movimentos separatistas em regiões que tiveram voto favorável à permanência na União Europeia como a Escócia.
[F] A União Europeia pouco comprometia a soberania nacional, uma vez que o Reino Unido tinham mantido sua moeda própria, além de ter política externa independente. Problemas como desemprego elevado e baixo crescimento do PIB relacionam-se com fatores mais amplos relacionados à falta de competitividade dos produtos britânicos num ambiente de globalização da economia. A perda de mercados na União Europeia poderá afetar negativamente o crescimento econômico britânico.
[F] A rejeição à União Europeia é restrita a poucos países, sobretudo grupos nacionalistas e de extrema direita localizados em nações como a França. Alemanha e França são países vitais no funcionamento do bloco e na manutenção da Zona do Euro.

[F] Após o brexit, ocorreu uma desvalorização da libra esterlina, o que provocou importante instabilidade no sistema financeiro, que constitui uma das atividades econômicas mais importantes do Reino Unido. Firmas e investidores pediram prudência ao governo britânico, uma vez que o setor financeiro conta com muitos trabalhadores de outros países do bloco europeu que podem ser afetados pelo brexit. De modo geral, não houve um movimento relevante de evasão de divisas e de empresas. 




Israel, palestina e América Latina





https://www.youtube.com/watch?v=RbbQ5CUq0gM?sub_confirmation=1


1.   Os conflitos – os essencialmente geopolíticos – manifestam-se com grande amplitude, seja nas lutas de povos ou nações oprimidas em busca de liberdade (nos seus próprios Estados, que procuram formar), seja nas opressões de grupos hegemônicos pela manutenção ou ampliação dos seus territórios e poder, bem como na apropriação de novos espaços com mais recursos naturais.
Disponível em: . Acesso em: 14 nov. 2015.


Os conflitos contemporâneos apresentam causas diversas, tais como:
a) pela disputa de territórios contendo recursos minerais importantes, tais como água, petróleo, ouro, diamantes, cobre, carvão, ferro. Exemplo: Israel x Palestina (água).   
b) um grupo étnico nacionalista que procura constituir o seu próprio Estado Nação, impondo seus ideais religiosos. Exemplo: Índia x Paquistão.   
c) lutas resultantes de um ideal anticolonialista, reivindicações democráticas ou de reconhecimento de identidades (indígena). Exemplo: Ruanda x Burundi (África).   
d) grupos que tentam impor sua própria ideologia ou visão de Mundo a todos os cidadãos. Exemplo: Chiapas (México).   

e) grupos de diferentes identidades que lutam pela posse de territórios e por vezes caracterizam-se pela chamada "limpeza étnica." Exemplo: Argélia (África).   


Resposta da questão 1:

 [A]


Como mencionado corretamente na alternativa [A], embora as causas para o conflito entre Israel e Palestina sejam mais complexas e abrangentes, um dos fatores da disputa entre os países é o acesso à água do Rio Jordão e Mar Morto. Estão incorretas as alternativas: [B], porque o conflito entre Índia e Paquistão se dá em razão do litígio de fronteiras; [C], porque o conflito entre Ruanda e Burundi foi étnico; [D], porque o movimento iniciado pelo grupo Chiapas foi uma iniciativa contra o ingresso do México no Nafta; [E], porque o conflito na Argélia foi um movimento nacionalista.  


2.   A morte do promotor federal Alberto Nisman deixou os argentinos perplexos e remoendo uma dúvida, que já perdura há seis dias: foi suicídio ou a autoridade foi assassinada justamente quando iria denunciar a presidente Cristina Kirchner?

(http://zh.clicrbs.com.br/rs/noticias/noticia/2015/01/24 acessado às 11h00)


O promotor federal, mencionado no texto, se preparava para denunciar a presidente Cristina Kirchner por:
a) prejudicar a Argentina nas negociações com os chamados Fundos Abutres, relativas ao endividamento do país;   
b) encobrir as investigações sobre o atentado contra a Associação Mutual Israelita Argentina (AMIA), ocorrido em 1994, para proteger iranianos envolvidos naquele episódio;   
c) subornar congressistas para obter a reforma da constituição, visando permitir a reeleição para um terceiro mandato;   
d) praticar sistemática campanha de perseguição contra o jornal Clarín, destacado veículo de oposição;   
e) receber recursos econômicos suspeitos, procedentes da Venezuela, para viabilizar sua reeleição em 2011.   

Resposta da questão 2:

 [B]


Como mencionado corretamente na alternativa [B], o suspeito suicídio do promotor está relacionado às denuncias da presidente Kirchner em eclipsar as investigações ao atentado contra uma organização israelita, supostamente cometido por iranianos. Estão incorretas as alternativas seguintes porque não correspondem à problemática do enunciado.  
 



quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Questões Cespe comentadas - Semana 4


Para não perder as novidades semanais, inscreva-se no canal, História em gotas.

https://www.youtube.com/channel/UC23whF6cXzlap-O76f1uyOw/videos





Considerando o histórico das questões de limites entre o Brasil e a Bolívia, julgue (C ou E) o item subsequente.

Três anos após a independência brasileira, o Império tentou anexar a região de Chiquitos, mas a diplomacia boliviana, apoiada pela população local e pelo seu incansável governador, conseguiu evitar uma guerra com o Império brasileiro, que acabou desistindo de suas pretensões originais.

(    ) CERTO                                      (    ) ERRADO

A tentativa do governador da província boliviana de Chiquitos, em anexar esta Província ao Império brasileiro, é tomada por alguns autores (Castilhos Goycochêa e Sérgio Buarque de Holanda) como algo pitoresco e até anedótico. Contudo, há que se considerar que mesmo a historiografia mostrando o fato apenas como “curiosidade”, é possível perceber que mesmo a “transação” tendo ocorrido entre o Governo Provisório de Mato Grosso e D. Sebastião Ramos, não deixou de comprometer o Império brasileiro, uma vez que provocou os ânimos dos libertadores das colônias espanholas, que viram no fato uma intenção monárquica ao estilo europeu, ou seja , na Questão de Chiquitos - 1825,  o governador de Chiquitos quer que o Brasil anexe o território, mas o Império nega.



A antecipação da maioridade de D. Pedro II (também conhecido como Golpe da Maioridade) inaugurou o Segundo Reinado (1840-1889). O governo iniciado em 1840 seria interrompido 49 anos depois por um movimento liderado pela alta oficialidade do Exército.

Considerando o período histórico brasileiro nos três últimos quartéis do século XIX, julgue (C ou E) o item subsequente.

Embora a Guerra do Paraguai tenha contribuído para aproximar diversos setores do exército em relação ao governo imperial, os militares estiveram à frente do golpe que instituiu a República, o que caracterizou a proclamação da república como um levante popular e não uma via prussiana como havia sido a nossa Independência.

Errado!
Ficou famosa a frase de Aristides Lobo acerca da Proclamação da República: ... e o povo assistiu a tudo bestializado.



domingo, 12 de fevereiro de 2017

Israel, Síria, Egito, Jordânia e o Oriente Médio.



Em seis dias, Israel venceu três países árabes, invadiu e ocupou cinco territórios.
Israel e o Egito são os principais atores da Guerra dos seis Dias, mas não são os únicos.
Nesse vídeos, você entenderá os antecedentes e o desenvolvimento dessa guerra, que foi responsável por transformações profundas na geopolítica da região .

Bons estudos,

Professor Arão Alves.



domingo, 5 de fevereiro de 2017

Israel e o oriente médio - da guerra de Independência à guerra de Suez





Após a fundação do estado de Israel, as revoltas contra o mandato britânico ou contra os decisões das Nações Unidas transformaram-se em guerra generalizada. Cinco Estados Árabes se unem para combater um inimigo comum, Israel. Iniciava-se uma série de guerras na região. A aula de hoje é sobre os oito primeiros anos dessa guerra e trata de dois conflitos.


Para não perder as novidades semanais, inscreva-se no canal: https://www.youtube.com/channel/UC23whF6cXzlap-O76f1uyOw/videos







quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Questões CESPE com gabarito comentado - terceira semana



Para manter-se atualizado inscreva-se no canal. Vídeo novo todo sábado as 18:00 horas

https://www.youtube.com/channel/UC23whF6cXzlap-O76f1uyOw/videos


1-Iniciada nas últimas décadas do século XVIII, na Inglaterra, a Revolução Industrial é um processo que se prolonga no tempo. A partir de meados do século XIX, ela conheceu novo e extraordinário impulso, etapa normalmente definida como Segunda Revolução Industrial. Esse período é assinalado pela difusão do uso do aço, da eletricidade e do petróleo, entre outras inovações. Com referência a esse período da moderna industrialização, julgue (ou E) o próximo item.
O processo industrial expandiu-se para os diferentes continentes e, simultaneamente, o sistema financeiro internacionalizou-se.

(      ) CERTO                                             (    ) ERRADO

A afirmativa está errada!!!
Mesmo nessa segunda RI, a industrialização ficou restrita, em grande parte, à Europa. As exceções são EUA (continente americano) e Japão (Ásia).  Quando consideramos os investimentos do período, é evidente que a maior parte dos recursos financeiros foram investidos no próprio continente europeu, a despeito do Imperialismo afro-asiático. Um outro ponto que poderia ajudar na resolução da questão, relaciona-se a nossa querida língua portuguesa. ...Os diferentes continentes.... Considerando o artigo, deveríamos considerar que a revolução se expandiu para todos os continentes que eram diferentes...

2-O crash da Bolsa de Valores de Nova York, em outubro de 1929, foi o sinal do que ocorreria nos próximos anos: uma crise econômica sem precedentes, na qual falências, desemprego e falta de perspectivas se somaram para configurar um cenário socialmente dramático. A eleição do democrata Franklin D. Roosevelt desalojou os republicanos do poder e inaugurou uma nova era para os EUA. Relativamente à política de Roosevelt para enfrentar a referida crise, julgue (C ou E) o item seguinte.
Foram criados subsídios à indústria, com a finalidade de reduzir a pressão inflacionária sobre a população e garantir a continuidade do emprego nas linhas de produção.

(    ) CERTO                                               (      ) ERRADO

A afirmativa não se sustenta. A Crise de 1929 foi marcada por supervalorização da moeda, logo as medidas tomadas foram, direta ou indiretamente, para desvalorizar a moeda. Em outras palavras, a crise foi deflacionária e não inflacionária. Exemplo disso foram os subsídios agrícolas que tinham como objetivo conter a produção e não estimulá-la.


3- O insucesso da política nacionalista árabe de Gamal Abdel Nasser, em parte, pode ser atribuída a ferrenha oposição de seu sucessor, Anwar Sadat. 
Errada. Sadat não era opositor da política externa nasseriana. O golpe de 1952, que levou Nasser ao poder, teve em Sadat um importante colaborador.

4- A dificuldades política enfrentada por Rodrigues Alves, ao longo de seu governo, foi amenizada pela valorização de nossa moeda, situação que beneficiava o preço do café, nosso principal produto de exportação.
(      ) CERTA                                                        (     ) ERRADA


Errada!!! Durante o governo de Rodrigues Alves houve realmente valorização monetária, no entanto, essa valorização cambial era nociva ao preço do café e gerava insatisfação por parte dos cafeicultores.


Para não perder as novidades, inscreva-se no canal:






Blog do UERJ em gotas: http://uerjemgotas.blogspot.com.br/

Blog repleto de questões com gabarito comentado: http://araoalves.blogspot.com.br/

Facebook do professor Arão Alves: https://www.facebook.com/araoar

Instagram: https://www.instagram.com/alves.arao/...

Twitter: https://www.facebook.com/l.php?u=http...


sábado, 28 de janeiro de 2017

Israel e as guerras: do Plano de Partilha à Guerra de Independência





Da mesma forma que Portugal, o Estado de Israel nasceu com uma espada apegada à mão.

Se antes de 1947, a palestina parecia um barril de pólvora, após a resolução 181 da Assembleia Geral das Nações Unidas, a situação pioraria ainda mais. Entenda os antecedentes e as consequências imediatas da criação do Estado de Israel.

Bons estudos,

Professor Arão Alves



terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Questões CESPE Comentadas



Para manter-se atualizado, inscreva-se no meu canal:
https://www.youtube.com/channel/UC23whF6cXzlap-O76f1uyOw/videos



Julgue como  (C) certo ou (E) errado as afirmativas seguintes:

1-A despeito do 7 de abril e da assunção dos brasileiros ao poder, os privilégios das nações europeias são mantidos na política externa do Império brasileiro. Tal posicionamento resulta no afastamento cada vez mais intenso da ex colônia portuguesa em relação em relação aos seus vizinhos latino-americanos.


(    ) CERTO                                                 (     ) ERRADO


2- A Derrota da URSS na crise de Berlim, adiou, por duas décadas,  qualquer possibilidade de os soviéticos alcançarem  equilíbrio de forças  no contexto da Guerra Fria. Tal situação só começaria a ser revertida após as imposições resultantes da crise dos mísseis.


(     ) CERTO                                               (      ) ERRADO



3- Mesmo em um contexto de Guerra Fria, o presidente republicano, Dwight Eisenhower, apoiou a criação da Agência Internacional de energia atômica no ano de 1956.


(    ) CERTO                                                (     ) ERRADO


4- A história das Relações  do Brasil com os EUA passam por diferentes momentos ao longo do século XX. A década de 1990 foi profícua nessa relação. A despeito da existência de rugas, principalmente na seara comercial, ambos os países se esforçavam na busca por uma agenda bilateral positiva.

(    ) CERTO                                               (      ) ERRADO



1- ERRADO - O fracasso do Congresso do Panamá não representou o ocaso definitivo da possibilidade de coordenação entre os estados da América Latina. Mesmo, na maior parte dos casos, tendo sido mal sucedidas, as tentativa de coordenação latino-americana podem ser evidenciadss em conferências como as de Lima, Santiago e Washington.

2- ERRADA. Afirmativa "transloucada". Por mais que a URSS tenha recuado em seu posicionamento na crise de Berlim, o ano de 1949 já aponta para a ideia de equilíbrio. Note que nesse ano a URSS faz o seu teste atômico, retirando dos EUA a vantagem que eles possuíam desde 1945. Também em 1949, a revolução chinesa contribui mais uma vez para a recuperação soviética e colabora para uma equalização equitativa de forças.

3- CERTO - A primeira metade da década de 1950, foi palco de uma acelerada corrida armamentista. A tecnologia nuclear era fato, a cooperação entre países de diferentes blocos acontecia a olhos vistos. É nesse contexto que é criada a AIEA, cujo objetivo era o de promover o uso pacífico da tecnologia nuclear. Esse controle era de interesse do governo de Eisenhower, recebendo,por isso, seu apoio.

4- CERTO - Mesmo considerando as hesitações brasileiras em adotar uma agenda mais profundamente comprometida com o consenso de Washington, Mônica Hirst define a relação bilateral  Brasil-EUA na década de 1990 como um período de ajustamento. A redemocratização permitia ao Brasil aprofundar  positivamente sua atuação em áreas como Direitos humanos,  meio ambiente e não proliferação.


Bons estudos,

Professor Arão Alves.

Blog do UERJ em gotas: http://uerjemgotas.blogspot.com.br/

Blog repleto de questões com gabarito comentado: http://araoalves.blogspot.com.br/

Facebook do professor Arão Alves: https://www.facebook.com/araoar

Instagram: https://www.instagram.com/alves.arao/...

Twitter: https://www.facebook.com/l.php?u=http









HOTWORDS

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Follow by Email

Textos relacionados